quinta-feira, 25 de agosto de 2011

A Lenda do Açai

A lenda do Açai, conheça como nasceu essa fruta tão conhecida.

A Lenda do Açaí nasceu no coração da floresta numa aldeia indígena , que muito tempo ocorreu uma fase de grande escassez de alimentos de modo que os índios sofreram muito. Por essa razão, cacique teve que tomar uma decisão drástica. Ele decidiu fazer um controle populacional com objetivo de diminuir a fome de seu povo. Ele pensava que com menos pessoas para alimentar seria mais fácil enfrentar aquele período de penúria. Portanto, o cacique determinou que todas as crianças que nascessem a partir daquela data seriam sacrificadas.
A filha mais nova do cacique, a índia Iaçá, deu a luz a um lindo menino que, infelizmente, teve o mesmo destino cruel das outras crianças.
Iaçá chorava todas as noites a morte de seu filho, até que numa noite de lua cheia, ouviu o choro de uma criança que se parecia bastante com o choro de seu filho. Ela se levantou rapidamente e saiu à procura do menino até que chegou perto de uma belíssima palmeira.
Quando chegou ao local, seu filho a esperava ao pé da palmeira, com um largo sorriso no rosto e com braços abertos. Cheia de alegria, Iaçá correu para abraçar o filho, mas quando o fez, a criança desapareceu num piscar de olhos, Iaçá então começou a chorar e acabou morrendo de tanta tristeza.
No dia seguinte o cacique percebendo o desaparecimento da filha ordenou que todos fossem a procura de Iaçá, que foi encontrada morta, abraçada ao tronco da palmeira. Seu rosto trazia um suave sorriso de felicidade e seus olhos negros, ainda abertos, fitavam o alto da palmeira que estava carregada de frutinhos escuros.
Comovido com tudo aquilo, o cacique ordenou que os indígenas apanhassem os frutinhos e percebeu que deles poderia se extrair um suco quando amassados, que passou a ser a principal fonte de alimento daquela aldeia. Este achado fez com que o cacique suspendesse os sacrifícios e as crianças voltaram a nascer livremente, pois a alimentação já não era mais problema na aldeia.
Para agradecer aquela bênção recebida e também para homenagear sua filha, o cacique batizou aquelas frutinhas com o nome de “Açaí” que é justamente o nome de “Iaçá” ao contrário.

4 comentários:

  1. la mujer del árbol infinito21 de outubro de 2013 16:18

    Adorei!!!! me fez lembrar quando ue teve mue menininho y morreu às três horas de nascido eu nâo tinha consolo, esteve um tempo longo, longo enclausurada chorando, e olhando o céu pelas noites,procurando encontra-lo em alguma estrela, mas nunca pude vê-lo. Eu acho que quando eu morrer, vou me encontrar com ele em algum lugar do infinito.

    ResponderExcluir
  2. A mulher da árvore infinita21 de outubro de 2013 18:05

    Adorei!!

    ResponderExcluir
  3. ADOREI!

    A mulher da árvore infinita

    ResponderExcluir

Seguidores

Google+ Badge

MAIS PROCURADOS

Prestação de Serviço

  • "TAMBÉM PODERÁ GOSTAR DE:"
  •